SERÁ QUE ALGUM DIA SEREI PERDOADA PELO ABORTO QUE COMETI?

AbortoMinha querida amiga M.

Graça e paz para você!

Tenho procurado destacar neste site o valor da abundante graça de Jesus. Porém percebo que, o que eu já fui no passado, muitas pessoas continuam a ser ainda no presente, ou seja: não conseguem vislumbrar a dimensão dessa graça maravilhosa e nem conseguem atinar que, por causa dela, os nossos pecados são perdoados por completo, e não precisamos mais pagar preço algum por eles, pois a cédula que era contra nós foi rasgada na cruz!

Veja o seu caso. É uma mulher madura, profissionalmente, bem sucedida, com três filhos quase adultos, um marido honesto e também bem sucedido em sua carreira; cristã evangélica, conhecedora da Palavra, com responsabilidade ministerial na igreja, mas ainda carregando, há mais de 25 anos, o fardo da culpa de um pecado que, embora grave, para Deus já não existe mais, porquanto você buscou com lágrimas o perdão, que somente Ele mesmo poderia lhe proporcionar!

Veja, você engravidou desta criança que abortou enquanto ainda eram noivos. Eram muito jovens e não tinham se casado, mesmo porque, ambos ainda eram estudantes e imaturos. Se não fosse assim, nem grávida você teria ficado.

Não se pode afirmar, com sensatez, que a decisão que tomaram foi "cuidadosamente planejada". E, além disso, naquela época, (conforme você mesma me relatou), nem você e nem seu marido conheciam a Jesus. É patente que, nessas circunstâncias, nem conseguiram discernir direito a gravidade do ato errado sim, mas que, como disse, imaturamente praticaram.

E agora, mais de vinte e cinco anos depois, você ainda não se perdoa e sofre as conseqüências de uma culpa terrível que já não deveria existir há muito, porquanto Jesus já a levou sobre Si!

Minha querida amiga, se Jesus perdoou e continua perdoando ladrões e assassinos; psicopatas e maníacos; prostitutas e traficantes, por que razão não perdoaria uma jovem de pouco mais de dezessete anos de idade que, sob a pressão do, então namorado, e sem condições de discernir corretamente o ato que estava praticando, abortou um filho? Porventura a Sua graça é pequena demais para perdoar esse tipo específico de pecado?

Não estou defendendo aqui a legalização do aborto, que para mim, continua sendo, além de uma séria ofensa contra a vida, uma ofensa contra Deus. Mas, a missão a que me propus, com este trabalho, é a de defender a sanidade mental e emocional de pessoas que sofrem desnecessariamente, como você!

Será que não percebe que, insistindo em carregar essa culpa dentro de seu coração por tantos anos, além de estar se depauperando emocionalmente, está também desprezando o altíssimo preço que Jesus pagou pelos seus pecados? E isso pode tomar proporções tão agravadas que pode inviabilizar o seu casamento e a integridade de sua família?

Olhe, por favor, faça um favor a si mesma e pare de sofrer.

Diga: "Senhor eu te agradeço porque o preço de meu pecado foi totalmente pago por ti! Eu te agradeço porque sei que compreendestes a minha fragilidade e a minha falta de fé e eu ainda não havia compreendido isso. Eu te agradeço porque essa experiência, que me fez sofrer tantos anos, acabou por tornar-me uma pessoa melhor! E, finalmente, eu te agradeço porque, pelo Teu poder e pela Tua graça, eu me sinto limpa, perdoada de todo pecado e liberta de toda culpa! Obrigada por essa graça. Amém!"

Confie que suas palavras foram ouvidas por Ele e que você NÃO PRECISA MAIS CARREGAR FARDO ALGUM!

Siga em frente, vivendo alegre, leve e feliz! Isso não se chama "passe de mágica". Isso se chama Graça!

Que confiado Nele, que tudo pode, sua vida seja abundante!

Seu amigo

Antônio Tadeu


DIVULGUE O SITE "O ANALISTA RESPONDE" EM SUA IGREJA
www.analistaresponde.blogspot.com
 

música: aborto, pecado, perdão
publicado por Antonio Tadeu Ayres às 02:14